Meio Ambiente, Notícias de Arujá

Moradores do bairro dos Jacarandás apresentam denúncia contra a Elektro no MP

Moradores do bairro dos Jacarandás, em Arujá, reclamam das constantes quedas de energia, tanto em dias de chuva, como em dias secos. Eles dizem que, nos últimos dez anos, triplicou o número de moradores na região, mas a estrutura da Elektro é a mesma.

A Associação dos Moradores do Parque dos Jacarandás ingressou com representação contra a concessionária de energia elétrica no Ministério Público do Estado de São Paulo. Natal Calixto, integrante da entidade, afirmou que os moradores chegaram a ficar até quatro dias sem energia elétrica nas chuvas de janeiro.

“A maioria das pessoas agora trabalha em home office e não há condições de manter os empregos com esse atendimento da Elektro”, avaliou Calixto.

Em sessão nesta segunda-feira (14), o vereador Luiz Fernando (PSDB) criticou a atuação da empresa durante sessão na Câmara Municipal. Ele defendeu que a Prefeitura de Arujá busque mecanismos para romper o contrato com a empresa.

Em nota, a Elektro justificou que a frequência de interrupções pode aumentar devido aos temporais acompanhados de ventos fortes e descargas atmosféricas no verão. A concessionária diz que realiza periodicamente um plano de manutenção na rede de distribuição com o objetivo de reduzir a quantidade de interrupções, porém, pondera que a rede é aérea e está suscetível a fatores externos, como vegetação, placas entre outros objetos.

Em Arujá, a empresa está construindo uma nova subestação, que será inaugurada no segundo semestre. A expectativa é que a qualidade do fornecimento de energia seja elevada na cidade.

Em caso de dúvidas, reclamações ou sugestões, a Neoenergia Elektro informa que está à disposição de seus clientes pelos canais de atendimento como o 0800 701 01 02.

 

Fonte: Arujá Repórter.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.