NOTÍCIAS, Notícias de Arujá, SAÚDE

Estado de SP ultrapassa 80% da população com vacinação completa contra a covid-19

O Estado de São Paulo ultrapassou nesta sexta-feira (21) a marca de 80,1% da população com esquema vacinal completo contra a covid-19. Mais de 90 milhões de doses foram aplicadas neste último ano de campanha nos 645 municípios do estado.

São Paulo é o Estado que mais vacina no Brasil, em números absolutos e percentualmente, e nesta semana ampliou a campanha de imunização para as crianças com a distribuição de 4 milhões de doses da Coronavac, liberada ontem (20) para uso no público infantil.

Até as 19h de hoje, o Vacinômetro registrava 90.000.069 doses aplicadas. Entre o total absoluto de vacinas até o momento, 38.532.929 milhões são referentes à primeira dose, 35.922.911 milhões de segunda, 1.198.202 milhão de dose única e 14.346.027 dose adicional.

Somente três países no mundo, que tem a população igual ou maior do que SP, alcançaram este índice de cobertura vacinal, sendo eles China, Espanha e Coreia do Sul.

“Um alerta também para os jovens e adultos que ainda não tomaram a segunda dose para retornar aos postos de vacinação para completar o esquema vacinal”, destaca a coordenadora do Plano Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula.

Segunda dose e dose adicional

O Estado de São Paulo registrou queda de 5% no número de faltosos da segunda dose da vacina contra Covid-19 em uma semana, e está convocando 2,3 milhões de pessoas que ainda não tomaram a segunda dose da vacina de covid-19 para que busquem os postos para se imunizar e, assim, concluir o esquema vacinal.

O balanço contabiliza 634,5 mil pessoas que ainda precisam completar o esquema vacinal com o imunizante do Butantan/Coronavac, outras 602,6 mil da Fiocruz/AstraZeneca/Oxford e 1,1 milhões da Pfizer/BioNTech.

Para completar o esquema vacinal contra Covid-19, são necessárias duas doses para a vacina do Butantan (intervalo de 28 dias), da Fiocruz (8 semanas) e Pfizer (21 dias). Caso o prazo seja ultrapassado, é fundamental que o cidadão procure um posto assim que possível para orientações e para completar a imunização. O esquema vacinal da Janssen prevê apenas uma dose.

Com relação a dose adicional, São Paulo avançou com a vacinação e já aplicou mais de 14 milhões de doses adicionais. Com o objetivo de obter o esquema vacinal completo de toda a população, o Estado reduziu o intervalo de 5 para 4 meses o intervalo de aplicação da dose adicional com base nas recomendações do Comitê Científico e de estudos internacionais.

Vacinação de 5 a 11 anos

O Governo de São Paulo iniciou a imunização de menores de 12 anos no último dia 14 de janeiro, em evento no Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, na capital paulista. A expectativa é vacinar 4,3 milhões de crianças de 5 a 11 anos com pelo menos uma dose em três semanas.

Ontem foi apresentado o calendário detalhado de vacinação infantil contra a covid-19. Até o dia 10 de fevereiro, 850 mil crianças com comorbidades e deficiências, além de indígenas e quilombolas de 5 a 11 anos podem tomar a primeira dose.

Paralelamente, as Prefeituras também poderão imunizar outras 3,4 milhões de crianças por faixa etária. De 20 a 30 de janeiro será a vez das com idade entre 9 a 11 anos. Entre 31 de janeiro e 10 de fevereiro, a campanha vai priorizar aquelas de 5 a 8 anos. É importante salientar que as crianças de 5 anos só podem receber o imunizante da Pfizer, enquanto as demais poderão ser protegidas pela Coronavac.

 

Fonte: Arujá Repórter.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.