ARTIGOS, NOTÍCIAS, VARIEDADES

Artesp orienta motoristas sobre panes mecânicas e elétricas

A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e as 20 concessionárias do Programa de Concessão Rodoviárias alertam os motoristas sobre a frequência crescente e as alternativas de socorro para os problemas de pane mecânica e pane elétrica nas rodovias concedidas.

No ano de 2021, os casos de pane tiveram um aumento significativo: foram notificados 485.368 casos, um aumento de 9,1% comparado a 2020, quando foram registradas 444.505 ocorrências. Já em relação às panes elétricas, foram identificados 27.927 registros – um aumento de 11,6% em comparação ao ano de 2020, quando foram 25.015 casos.

Os acidentes envolvendo panes mecânica ou elétrica são ocasionados por diversos motivos, dentre os quais se destacam: falta de combustível no veículo, superaquecimento de motor, problema de injeção eletrônica, bateria fraca e embreagens gastas.

O que fazer em caso de pane?

Para evitar casos de pane mecânica ou elétrica durante a viagem, o usuário deve verificar o nível de combustível e fazer uma checagem dos itens obrigatórios de segurança, como pneus, freios e limpador de para-brisas. O motorista deve também se atentar em levar o carro a uma oficina especializada para uma verificação preventiva. Contudo, mesmo com a manutenção do veículo em dia, pode ocorrer algum problema, seja falha mecânica, elétrica e etc.

Para situações de pane veicular na via, é importante seguir as seguintes recomendações:

  • Manter a calma, sinalizar o local e chamar o socorro mecânico.

-Pare o veículo em local seguro como posto de serviço ou, quando possível, num recuo/acostamento. Na falta de acostamento, encostar à direita.

  • Mesmo que o veículo esteja parado no acostamento, de forma rápida e segura, todos (motorista e passageiros) devem sair do veículo e ficarem afastados da rodovia, nunca à frente ou atrás do veículo.
  • Sinalize o local: ligue o pisca-alerta e coloque o triângulo a uma distância de forma equivalente à velocidade máxima da via, por exemplo: se a velocidade máxima permitida é 100 km/h, você deve dar 100 passos para trás e colocar o triângulo.
  • Enquanto sinaliza, o motorista deve ficar afastado dos veículos que continuam no trânsito.
  • Solicite socorro/ajuda à concessionária. Evite tentar consertar o problema sozinho.

-Ao se deparar com algum veículo em pane na rodovia, avise a concessionária. Parar para ajudar pode colocar a sua segurança em risco.

Além das orientações acima, é importante que o motorista obtenha os números de telefones de emergência antes de viajar. Nas rodovias concedidas, também existe a sinalização institucional com o 0800 da concessionária de jurisdição.

Quem utilizou esse serviço foi a promotora Patrícia Gonçalves, 42 anos, de Ribeirão Preto, que foi atendida pela concessionária Eixo SP no dia 19 de janeiro, após sua moto apresentar uma pane mecânica na Rodovia Alexandre Balbo (SP-328). “Quem não acredita no serviço da concessionária pode passar a acreditar; ele é eficiente e é necessário”, afirma Patrícia.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.