ESCOLINHA DE SKATE TEVE 1ª AULA

VAGAS SEGUEM ABERTAS

18/03/2015

Continuam abertas as vagas para a escolinha de iniciação ao skate do Programa Municipal de Esportes (Promesp). No sábado (14/03), os alunos participaram da 1ª aula básica, onde aprenderam a se equilibrar no equipamento e conheceram a pista do Arujamérica.

“Hoje serviu para eles terem ideia do que é o skate e para os pais se informarem sobre o tipo de equipamento mais adequado para os filhos. Ensinei as crianças a ficar em pé, qual o lado correto para andar e depois as deixei soltas, se divertindo. O ensino mesmo começa depois”, afirmou o professor Luciano Mass, pai de um dos principais skatistas da cidade, Wacson.

“Ensinei para o meu filho o princípio do skate, que não é só um esporte, mas uma cultura de respeito ao próximo, à pista onde você está. Com os alunos será assim. A ideia também é tirar a imagem negativa que existe sobre o skate”, concluiu.

O projeto piloto é para crianças de 5 a 12 anos e as inscrições são realizadas no Ginásio Municipal Habib Tannuri, na Rua Maranhão, n° 385, no Centro, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas, mediante a apresentação do RG e do comprovante de residência.

Além dos sábados, pela manhã, as aulas vão acontecer às quintas-feiras, a partir das 17h30.

Incentivo

O incentivo à modalidade esportiva esteve entre os principais fatores positivos destacados pelos pais que levaram crianças à pista do Arujamérica no último sábado.

“Acho uma iniciativa boa da cidade. No dia que teve o campeonato (22/02), passamos aqui por acaso e desde então ele começou a pedir um skate. Eu comprei e logo em seguida a Secretaria lançou o projeto. Acredito que a prática do esporte tira o interesse de ficar na rua e ocupa a mente”, disse Marcelo Cotrin, pai de Murilo Doreto, de 5 anos.

Além de estimular, as aulas também servirão para dar tranquilidade a quem vê o filho sobre o shape e as quatro rodinhas.

“A Lara sempre quis aprender, pegar o skate do primo e andar, mas eu tinha medo dela se machucar. Adorei a aula porque o professor vai instruir o que tem de fazer. Ela tem muita força de vontade e está adorando”, contou Rita, que completou: “A expectativa é que ela continue. Se quiser ser atleta profissional, não há nenhum problema ou preconceito. Toda a família apoia”.

Apontada como um talento futuro pelo professor, a pequena Lara Sofia não demonstrou medo com as quedas e ainda disse do que mais gostou. “Achei legal. É a primeira vez que vim na pista e foi o que mais gostei. Aprendi a descer a rampa, depois outra rampa e depois a rampa grande. Nem liguei de cair”, contou, orgulhosa.

Projeto

O projeto piloto de skate nasceu após o campeonato realizado em fevereiro pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. Outras informações podem ser obtidas no telefone 4655 0851.

Agenda de eventos